VOCÊ SE INTERESSA PELO MARKETING DIGITAL?

Insira seu e-mail e receba nossos guias de marketing digital e mídias sociais!


Postcron é a Maneira Mais Fácil de Programar Postagens no Facebook, Twitter e Google+ Experimente Grátis

10 dicas essenciais para evitar ser bloqueado pelo Facebook… e não dormir enquanto lê as letras miúdas.

Por Eugenia Skaf | Escritor em Postcron.com

1

Hoje em dia, recorrer ao Facebook é uma das coisas mais práticas e simples que você pode fazer para promover o seu negócio. Ao mesmo tempo, é cada vez mais necessário conhecer como funciona este site para não perder tempo e esforço devido ao “mal uso”… que nos piores casos poderia acarretar o encerramento definitivo da sua conta.

Ultimamente – e muito ao estilo lenda urbana -, a ideia de uma Prisão do Facebook foi ganhando relevância. Acontece que são cada vez mais as pessoas castigadas ou “encerradas” por infringir a lei de tal rede social. E como todos nós sabemos, ler termos e condições costuma ser tão confuso quanto chato. Por isso – e de modo salva vidas -, compartilhamos com você este post com 10 dias para evitar ser bloqueado pelo Facebook… e não dormir enquanto lê as letras miúdas.

1. Deixe passar um tempo entre as suas publicações

Seja por entusiasmo, ânsia de produtividade ou insistência, muitas vezes terminamos postando conteúdos idênticos em vários grupos ou páginas no mesmo momento. Essa conduta é uma das pautas que o “Sheriff” do Facebook leva em conta na hora de detectar SPAM.

Se percebe que um usuário compartilha a mesma informação de uma vez em todas as partes, é muito provável que te mande à prisão virtual por um tempo.

 2

Para te ajudar a evitar isso, compartilhamos contigo uma grande dica, seguida religiosamente por aqueles que trabalham com o Facebook de maneira profissional. Para evitar sanções, ao tentar publicar o mesmo conteúdo em várias páginas, é preciso deixar passar pelo menos alguns minutos entre um post e outro. Essa estratégia é um excelente método para evitar ser visto como “suspeito” pelo site. Se você não quer esperar estes minutos, pode recorrer ao este artigo da nossa redação.

2. Crie conteúdos originais

Este sábio conselho provém de diferentes community managers que trabalham de maneira permanente no Facebook, que contam com uma vasta experiência em matéria de evitar bloqueios. Uma das estratégias mais importantes nesse sentido é criar de conteúdos originais.

A experiência demonstra que muitas vezes os administradores são bloqueados por utilizar imagens dos resultados de busca do Google, que já estavam marcadas como SPAM. Ou seja: utilizando essas fotografias sugeridas pelo buscador, você corre o risco de que sejam fotografias denunciadas como spam previamente ao Facebook e, portanto, ao compartilhá-las, a sua publicação carregará com as denúncias que essa foto pode ter.

 Crie-conteúdos-originais

Na mesma linha, é importante checar que as fotos que você publicar em sua página disponham de uma licença adequada para que sejam utilizadas sem problemas.

Nem sempre é fácil encontrar imagens legais e gratuitas na internet, razão pela qual recomendamos que você visite este post para conhecer 50 sites seguros onde você pode consegui-las. E você também pode criar os seus próprios cartões, fotos e postais em sites como PicMonkey.com.

Mas, na verdade, a advertência não se limita às fotos. Qualquer arquivo que seja compartilhado por muitas pessoas de uma vez pode ser marcado coo SPAM. Isso também se aplica aos textos e links que você utiliza. Por esta razão, sempre é melhor criar o seu próprio conteúdo, como parte essencial das estratégias para evitar ser bloqueado pelo Facebook.

3. Faça-o pessoal (e tome cuidado com o uso das etiquetas)

 facebook

Trate de evitar ao máximo o anonimato entre os seus “amigos”. Conhecer quem você adiciona e se assegurar de que as pessoas sabem quem você é reduz notavelmente o risco de ser considerado spam e melhora a sua credibilidade e a sua imagem a longo prazo.

O que foi dito acima é o benefício conceitual desta dica. Mas, na verdade, ter uma conduta no Facebook baseada na honestidade e nos vínculos “reais” evita que tal rede social leia a sua atividade como SPAM. Você pode ser prejudicado se o site detectar, por exemplo, que vários usuários não aceitam a sua solicitação de amizade ou suas solicitações de união a grupos. Essas condutas costumam resultar em denúncias diretas de SPAM por parte dos afetados, que não sabem quem você é e nem por que são adicionados.

Outras condutas que você deve evitar são: adicionar pessoas a grupos sem o seu consentimento e fazer posts em páginas do Facebook com perfis que não sejam pessoais, como o de venda de garagem ou de classificados (que costumam estar cheias de SPAM – e ao não serem pessoas físicas, correm o risco de ser denunciadas e banidas. Lembre-se que as políticas do Facebook estabelecem que só as pessoas podem ter perfis).

E por último, mas não menos importante, recomenda-se não etiquetar pessoas diretamente nas imagens caso as mesmas não se encontram nelas (situação detectada como SPAM pelo site). Caso você queira mencionar alguém, pode fazê-lo nos comentário, se necessário.

Todas essas normas se vinculam diretamente como sentido comum, pois ninguém gosta de aparecer em uma foto com a qual não tem nada a ver.

4. Compreenda como o Facebook funciona

 THINKING-POSTCRON

Ler cada ponto da seção de ajuda do Facebook pode ser um sonífero imediato ou resultar em algo confuso. Por isso, te mostramos os pontos mais importantes desta seção, a partir da investigação da expert em marketing digital Karen Clark.

Concretamente, há três regras essenciais que você deve seguir para usar o Facebook corretamente:

  • Não utilize o nome de um negócio para uma conta pessoal. Você não pode criar um perfil “humano” com um nome como “A Confeitaria da Mary”, com a intenção de postar e participar de grupos em nome do seu comércio.

As biografias foram pensadas para que pessoas com os seus nomes reais as utilize. Você pode criar o seu perfil real e nele mencionar o seu negócio em sua informação pessoal, ou até criar uma página para o seu projeto diretamente.

  • Cada ser humano no planeta só pode ter uma conta no Facebook. Em sua conta pessoal, você pode criar múltiplas páginas para negócios e indicar várias direções de email, para que os seus clientes entrem em contato com você facilmente.
  • Revise os termos e condições de serviço do Facebook tanto para as biografias pessoais como para as páginas comerciais. 

5. Não se comporte como um spammer

 Spam

Há uma série de condutas no Facebook que, além de serem incômodas para todos, podem colocar em risco a existência da sua conta. Aqui nós mostramos os comportamentos online que funcionam como passagens diretas para a prisão do Facebook.

Em primeiro lugar e como te dizíamos acima, Karen Clark aconselha não enviar solicitações de amizade para pessoas com as quais você não tem nenhuma conexão. Em outras palavras, procure se conectar somente com pessoas que poderiam te reconhecer. Isto é conveniente porque, depois de recusar a sua amizade, o Facebook pergunta aos usuários se te conhecem e, se muitos deles responderem que “não”, você será marcado como SPAM.

Outra recomendação dessa especialista é não promover o seu negócio nas páginas comerciais de outros usuários, nem sob a forma de publicação nem como comentário. Nem se quer tente fazê-lo depois de dar uma Curtida em seu projeto.

Estas não são condutas éticas e os administradores de cada conta não tardarão em te marcar como SPAM. Na mesma linha, não utilize as mensagens privadas com fins promocionais, pois você também será denunciado pelos receptores de notificações não desejadas.

6. Tome cuidado com os sabotadores

 facebook-3

Lamentavelmente, há pessoas que “jogam sujo” em todas as partes. Posto que no Facebook é muito simples marcar alguém como SPAM, não são poucos os usuários que fazem isso com os seus competidores comerciais só para prejudicá-los. Assim, qualquer publicação que você fizer pode ser atacada por simples “trolls” da rede.

Se alguma vez você detectar esse tipo de conduta por parte de um contato, a primeira coisa que você deve fazer é bloquear o acesso dele à sua página. Desse modo, não poderão ver as suas publicações nem, por fim, atacá-las. Você também pode visitar o seu perfil pessoal e reportar o ocorrido individualmente clicando no ícone da engrenagem. Finalmente, você pode entrar em contato com o Facebook para explicar o ocorrido, mediante os links institucionais disponíveis na parte inferior da página.

7. Evite que o Facebook te confunda com um SPAM-bot

 SPAM-BOT

A especialista em negócios Francesca Esposito-Rose explica em um artigo recente quais são as atitudes a partir das quais o Facebook poderia te marcar como um SPAM-bot. Esse último termo se refere aos programas automáticos, criados especialmente para imitar condutas humanas nas redes sociais.

Quando o Facebook te marca como SPAM, adverte Francesca (ela mesma foi vitima das políticas do site), a primeira coisa que ocorre é que te impede de realizar comentários em outras páginas. De acordo com o caso, também pode tirar a possibilidade de Curtir qualquer conteúdo da rede social, e sanções similares a partir de “condutas excessivas”.

Para evitar estes “castigos”, é preciso controlar a velocidade com a qual se dá likes e comentários. Isso não só serve para evitar detectado como SPAM, mas também para controlar o tráfego de informação no Facebook (que entraria em colapso se todos os usuários realizassem muitas atividades em tão pouco tempo).

8. Não publique posts excessivamente

 facebook-4

Este é um conselho essencial para evitar ser bloqueado pelo Facebook. Community Managers profissionais recomendam publicar no máximo 5 ou 6 publicações diárias no próprio perfil. Além disso, lembre-se que não é necessário comentar TUDO sobre o seu negócio para os seus clientes. A ideia é induzi-los a visitar o seu site, onde podem conhecer mais a fundo o seu projeto.

Por sua parte, Francesca Esposito-Rose sugere publicar em sua própria página comercial de duas a três vezes por semana. Além disso, adverte que isso varia de indústria para indústria e de negócio para negócio. Por último, aconselha experimentar até descobrir a frequência ideal em função das respostas da sua audiência. A ideia é não saturar a timeline dos seus seguidores com incessantes publicações, pois é um convite direto para que te marquem como SPAM.

9. Ofereça informação acessível e permanente sobre quem você é

 3

Este é um conselho muito óbvio, dado que assegura calorosas “boas vindas” aos novos seguidores que desejam se juntar a você. Trata-se basicamente de assegurar que os usuários possam saber quem você é somente por ver a seção de informação da sua página ou biografia.

Assim, as pessoas contarão com alguns dados sobre você com os quais se sentirão mais cômodos para interagir. Muitas vezes, um parágrafo apropriado em tal seção é o suficiente para dar like em sua página.

uma investigação do site moveouttheoffice.com, especializado em marketing digital, que aconselha lembrar o público a quê você se dedica a cada certo número de posts que realizar. Isso dará as boas vindas aos novos usuários e terminará de convencer os potenciais seguidores.

10. Use “links encurtados” em sua página e perfil quando linkar o seu site

acortar 

A técnica de encurtar links é mais apropriada para o Twitter (para economizar espaço em matéria de caracteres). Mas, o certo é que se trata de uma excelente estratégia para se manter fora da mira do Sheriff do Facebook. Isso porque, a publicação do mesmo link em várias páginas e em muitos posts é uma conduta frequentemente detectada como SPAM neste site.

Para evitar que essa rede social marque a sua URL como SPAM (for whatever reasons), o melhor que você pode fazer é encurtar os seus links. Para isso, sites como wp.mebit.ly ou goo.gl podem servir para você.

Seguindo as 10 dicas para evitar ser bloqueado pelo Facebook, que te mostramos através deste prático post, você evitará cair no “calabouço” deste site. E isso é essencial para a prosperidade do seu negócio, especialmente se você considera os esforços em matéria de estratégias de social media.

Leve em conta os nossos conselhos e use bem a sua liberdade nas terras do Facebook!

Conhecer a maneira na qual o Facebook interpreta a atividade dos usuários é essencial para evitar problemas no site. Gerar conteúdos originais e se comportar com ética são alguns dos pontos mais destacados para não romper as regras. Você tem alguma outra recomendação para acrescentar? Alguma vez você foi bloqueado pelo Facebook? Conte a sua experiência para nós!

Comments