Postcron é a Maneira Mais Fácil de Programar Postagens no Facebook, Twitter e Google+ Experimente Grátis

¿Como criar um calendário de conteúdo?

Por Josefina Casas | Escritor em Postcron.com

runoutofideas

 

Ao longo do tempo, descobri que para ser mais produtiva, fazer meu chefe mais feliz, construir laços mais fortes com os meus leitores, alcançar os objetivos da Postcron e também ter uma (boa) vida, precisava me ORGANIZAR. Como não sou naturalmente organizada, pelo contrário, totalmente dispersa, quero compartilhar com vocês o meu mais recente e bem sucedido desafio alcançado: utilizar um calendário de conteúdo. 

No artigo de hoje, vou contar a vocês como criar um calendário de conteúdo, as vantagens de utiliza-lo e inclusive algumas ideias de posts. O meu objetivo é que vocês possam tirar proveito deste artigo, para que não cometam os mesmos erros que eu, e se a ideia os agrada, utilizar este recurso que é imprescindível para qualquer pessoa que trabalha com conteúdo, seja um content manager, um community manager, um blogger profissional ou não.

 

A-    Por que é tão importante criar um calendário de conteúdo?

Não vou mentir: na internet, vocês poderão descobrir que há muitos artigos com listas de razões para usar um calendário, suas vantagens, alcances, etc, que vou incluir incansavelmente neste ponto (porque são válidos), mas existem outros motivos que observei que ninguém revela, mas que considero que se ajustam mais à realidade diária de qualquer escritor ou pessoa que administra, cria, edita ou vive de conteúdo, como eu. Então, continuando com a sinceridade, compartilho com vocês as razões que eu acredito que sejam as que realmente justificam o uso de um calendário:

 

Razão 1:

Otimiza o tempo. Quando não se administra bem o tempo e chega o momento de decidir sobre o que escrever, asseguro que a pressão dessa situação não ajuda nada a gerar ideias, e acontece basicamente isto: 

acorda

Razão 2:

Como consequência do ponto número um, ao não ter ideias, quando chegar o momento de se reunir com o seu chefe, editor ou quem paga o seu salário, é muito provável que aconteça algo que não é somente incômodo, mas também nos torna pouco profissionais, já que não temos nada inteligente para dizer:  

ihaveanideabutohnop

 

Razão 3:

Além de ficar pouco profissional por não ter uma lista com boas ideias para futuros artigos, ou sem ir mais longe, na semana do curso, ter que dizer ao seu chefe que você está atrasado e que dificilmente entregará o artigo a tempo, vai causar uma reação similar a esta:

whatareyousaying

 

Razão 4:

Como consequência da razão anterior, você deve trabalhar contra o relógio e, portanto, é muito provável que não produza conteúdo de boa qualidade, e isso é ainda pior, já que além de desiludir os seus leitores, poderá suceder algo assim:

newwhatkindofbulllllllll

 

Antes de continuar, quero esclarecer que sou muito sortuda, e não digo porque o meu chefe está lendo isso, e sim porque realmente até agora não passamos por nenhuma situação citada, mas tive experiências prévias que me permitem assegurar a vocês de que sim, vale a pena usar um calendário de conteúdos. Sigo com os últimos pontos, porque os problemas não terminam aqui, alguns me entenderão:

 

Razão 5:

Ter que aceitar que, por falta de organização, por não utilizar e criar um calendário, o artigo será publicado fora do dia estipulado. Em algumas mulheres sensíveis como eu, é possível que terminemos a reunião de entrega desta maneira:

i-m-am-sorry-meme

Razão 6:

Você começa a perder autoridade e confiança frente a seu chefe, o qual é muito provável que comece a procurar outra pessoa que se encarregue de seu trabalho:

i dontbelieve you

 

Estas razões não saíram de um manual, mas creio que todos concordamos que são reais e que são as que verdadeiramente queremos evitar, porque é o que se vive no dia a dia. Não obstante das razões anteriores, agora repasso com vocês outros pontos mais teóricos, mas que também são igualmente importantes para considerar na hora de tomar a decisão de criar um calendário de conteúdo:

  • Permite planificar de forma detalhada conteúdo coerente e alinhado com toda a estratégia comercial e de comunicação da marca ou organização.
  • Assegura um fluxo constante de conteúdo nos diferentes canais de social media
  • Otimiza a coordenação do trabalho com outros colaboradores
  • Incrementa a produtividade
  • Permite desenvolver antecipadamente, conteúdo que se ajuste a um calendário de eventos-chave benéficos para o posicionamento do produto ou marca.
  • Permite ampliar a oferta de conteúdo, já que pode produzir antecipadamente outros tipos de formatos que não podem criar-se de maneira espontânea: webinars, slides, infográficos, ebooks.
  • Reforça o engajamento e tráfego do blog: planificar com antecipação, brinda a segurança de que não sobram espaços em branco entre um artigo e outro, podendo alimentar o blog e manter a audiência ativa
  • É a base da estratégia de social media marketing da empresa.
  • Permite cobrar todos aqueles tópicos-chave para a audiência e para a empresa ou marca.
  • Estas também foram só algumas das razões pelas quais se faz necessário utilizar este recurso, se realmente deseja construir um canal sério e produtivo de comunicação.

 

B-     Como criar um calendário de conteúdo?

Em primeiro lugar, gostaria de esclareces que não existe UMA maneira correta de fazê-lo nem existe UMA planilha que seja melhor do que outra. O importante é que, seja como for, tem que servir a você e a sua equipe, caso trabalhe com colaboradores. Outra questão importante é a seguinte: é provável que leve tempo escrevendo “você” ou “ele” blog, mas antes de seguir, se realmente deseja que isto funcione de verdade, deve parar agora mesmo e definir questões básicas que estruturarão sua estratégia de comunicação e como consequência, o conteúdo que será publicado. Então:

1-      Deixe para trás velhos hábitos e prepare-se para começar, digamos que… do zero.

2-      Defina consigo mesmo, com seu chefe ou equipe de trabalho os objetivos do blog por trimestre ou semestre, que por sua vez guiarão a produção dos artigos: o que queremos conseguir no próximo semestre: posicionamento da marca? Vendas? Aumentar o tráfego? Incrementar a quantidade de inscritos no blog? Posicionamento do nosso site nos motores de busca?

3-      Defina sua audiência, o que quer dela e como quer chegar a ela. Para  quem fica com a parte de escrever, este ponto é fundamental, já que isto marca e direciona todo o trabalho. Desde o tom que será usado para escrever, a linguagem, tempo verbal, em que pessoa escreveremos, quais tipos de imagem buscaremos para acompanhar o texto, que tipo de informação poderá ser incluída, a cor, a tipografia, etc,etc, etc,

4-      Defina a rotina de postagem: estabelecer o esquema de dias e horários que se publicará é fundamental para organizar o trabalho individual e o do resto dos colaboradores, sem mencionar que isto também ajudará a definir quantas colunas criaremos em nossa planilha. :)

5-      Defina categorias ou tópicos de interesse para a sua audiência: saúde, beleza, tecnologia, lançamentos, etc.

6-      Defina a tipologia de posts: listas, “how to:”, entrevistas, infográficos, post largo, slides post, posts de dicas, etc.

7-      Autores- colaboradores

8-      SEO: junto com as categorias e a audiência, o SEO também é importante para o calendário, já que a selação de palavras-chave ou frases o estruturarão, e posicionarão cada artigo. Portanto, se desejamos nos posicionar em alguma palavra em particular, isto nos ajudará. Não deixe de ler este artigo, onde explico como otimizar cada artigo para SEO.

 

Ao chegar neste ponto, podemos considerar que mais de 50% do trabalho de criação do calendário está coberto. Bem, já estamos longe do fim do mundo:

homer end is near

 

C-   O que incluir na planilha do calendário?

Se investigam na internet sobre modelos de planilhas de calendários, verão que há uma quantidade e variedade inumerável. Também, com certeza comprovarão que a maioria são muito elaboradas, com várias colunas, filtros, cores… Em síntese, tão complicadas que seria necessário uma pessoa que nos ajude a entende-la. O que deveria ser uma solução, resulta em um problema. Para evitar esta frustração, compartilho com vocês uma “planilha de exemplo” que eu criei para vocês, e que é muito parecida com a que utilizamos na Postcron. Poderão ver que é muito simples, mas muito efetiva, tal como nós gostamos: rápido, simples, prático e sem voltas. Uma verdadeira ferramenta para economizar tempo.

Antes de mostrar a vocês o nosso exemplo, gostaria de sugerir a seguinte lista de itens que seriam os pontos básicos que estruturam um calendário. De qualquer maneira, quero lembrar que não há nada que tenha que ir ou não em uma tabela. Este é um recurso que deve servir a quem o usa, portanto fica “´à seu gosto”.

dogcalendar

 

Estes pontos deveriam ser um bom começo para dar forma ao calendário de conteúdo:

  • Data de publicação
  • Título/Títulos sugeridos
  • Autor
  • Keywords (importante para SEO)
  • Audiência
  • Status: rascunho, agendado, publicado
  • Tipo de post (Como fazer tal coisa, entrevistas, 7 dicas para…, Casos de êxito, etc)
  • Links: aquilo que nos serviu de inspiração para o post, investigações, outros artigos, infográficos.
  • Notas: ideias, tudo o que seja extra.
  • Onde vai publicar: guest blog, página de notícias, diário online, redes sociais.
  • Métricas – Objetivos
  • E aqui está o nosso exemplo! Podem revisa-lo online neste link

 

calendario de conteudo-postcron

D-    Qual calendário usar?

Como eu disse anteriormente, na internet existe uma grande oferta de ferramentas, planilhas, plugins, etc., para criar calendários. Não há nenhum bom ou ruim, a escolha depende mais do volume e complexidade do seu trabalho. Não é o mesmo para uma pessoa que trabalha sozinha e uma revista online, que tem um departamento editorial para coordenar. Se eu pudesse opinar, diria que o Google Calendar e as planilhas do Google Drive são mais do que suficiente para trabalhar, seja como for. É gratuito, colaborativo, você o faz sob medida e pode sincroniza-lo com o resto dos elementos do pacote Google, entre outros benefícios. De qualquer forma, compartilho outras opções para que possam comparar:

 

E-    Sem muitas ideias para criar posts?

Para finalizar este artigo, passo a vocês algumas boas ideias de onde tirar uma carta da manga, caso a criatividade tire férias:

Pesquisas, entrevistas, rankings, listas, reviews, posts de dicas, “how to” posts, manuais, e-books, etc. Você também pode transformar posts com muita informação em infográficos, atualizar velhos posts, criar vídeos para explicar o “passo a passo” de uma nova ferramenta, convitar outros bloggers, e se precisar de mais ideias, pode usar a feature: “Conteúdo Recomendado” da Postcron, de onde poderá obter muitas ideias de temas para desenvolver ou compartilhar artigos. Neste post explicamos como pode utiliza-lo.

 

Palavras finais

 

fail-to-plan-plan-to-fail

Espero que a minha experiência prévia resulte em muita utilidade, e que vocês se animem para ter a própria. Lembre-se que um calendário é para se organizar, não para estancar-se. Deve estar alinhado com a estratégia geral de marketing da empresa e deve ser dinâmico, revisar e otimizar mensalmente para alcançar os resultados dos objetivos planejados, sejam relativos ao tráfego ou impacto nos canais de social media, só para dar um exemplo de questões básicas a analisar.

Vocês podem utilizar esta planilha para começar sua planificação agora, e lembrem de avaliar a cada 30 dias os resultados de cada post (visitas, quantidade de shares, likes, menções, etc), para determinar quais são os tópicos e tipos de post que geram maior quantidade de visitas, shares ou conversões, dependendo dos seus objetivos.

O calendário de conteúdo está intimamente relacionado e é a base de uma estratégia de social media marketing, portanto, é a chave para medir os resultados em cada canal (Facebook, Twitter, Google+ e Linkedln); para tornar o trabalho mais fácil, os incluímos na planilha.

 

Ainda resta alguma dúvida? Espero os seus comentários!

Comments

Social