Postcron é a Maneira Mais Fácil de Programar Postagens no Facebook, Twitter e Google+ Experimente Grátis

Como diabos se consegue fazer um Tweet Viral?

Por Josefina Casas | Escritor em Postcron.com

como fazer um tweet viral

 

É certo que o grande fator que determina a “viralidade” de um conteúdo é a sorte, mas existem coisas em comum que todo tweet viral possui, e neste artigo vamos apresenta-los.

Claramente, não se pode fazer um manual de passo-a-passo de como cozinhar um conteúdo super “compatível”, já que cada mercado ou negócio requer uma aproximação com seu público e adaptação de seu conteúdo, o que difere um do outro. A ideia é te ajudar, para que você possa conhecer quais elementos são os responsáveis pelo êxito, para que você possa aplica-los também em cada tweet, vídeo, meme, foto, post e ter mais chances de que se tornem virais (sempre e quando o universo estiver do seu lado, claro). :)

Antes de conhecer como poderemos de alguma maneira fazer um tweet (ou algo) tentando torna-lo viral, utilizamos a definição de Upworthy, do que é algo “Viral”.
Tudo aquilo que seja clicável e (além disso), “compartilhável”.

viral definition up

Então…

  • Se as pessoas clicam mas não compartilham, perdemos.
  • Se as pessoas compartilham, mas seus amigos não clicam, continuamos perdendo.

Ou… não?

titulo viral

 

  • Conclusão: o conteúdo deve ser “compatível” e “clicável” por seus seguidores, e pelos seguidores dos seus amigos e  pelos amigos dos seguidores dos seus amigos, e assim segue até conseguir um milhão de cliques e compartilhamentos. :)

 

1- Un tweet viral, um “problema” universal

Um dos principais motores que faz uma pessoa reagir diante de algo, é primeiro sentir-se identificado com este “algo”. Não poderemos chamar a atenção de alguém se não falamos o mesmo idioma emocional, se não fazemos uma conexão através de uma situação compartilhada, seja de ter o mesmo sentido de humor, o mesmo tipo de pêlo, os mesmos quilos a mais, a mesma insônia por um filho, os mesmos valores, as mesmas ambições… Além de tocar o nervo emocional certo, por que vocês creem que as campanhas “Evolution” (16 milhões) e “Retratos” (62 milhões) da Dove tiveram tanto êxito?

Vejamos…

 

Porque todos, mesmo os mais agraciados pela natureza, temos/tivemos/teremos essa insegurança de crer que nós somos tão belos como, ou tão atraentes como…
Tocar em um assunto que gere empatia, é fazer com que os que estão do outro lado digam: “Siiiiim! Eu também passei/pensei/senti/vivi/sofri/experimentei o mesmo“. Conseguir essa expressão, significa ter mais chances de que nosso conteúdo não seja um post abandonado ou um tweet que passou despercebido. Conheça o que mobiliza os seus seguidores para poder chamar a atenção deles.

2- Você sabe como uma resposta em um programa ao vivo se converteu em um dos vídeos com mais êxito?

… Com o titular (e com muita sorte, óbvio :))

Uma batalha não se pode ganhar se não há adversários do lado oposto. Diretamente, não há batalha! Ou seja, você pode ter o que acredita que seja o melhor conteúdo, mas se não consegue fazer com que as pessoas se interessem por ele, então não há nervo emocional para tocar ou empatia que valha. Para isso, é necessário trabalhar em um título excelente, envolvente e que desperte a curiosidade no outro. Sim, tudo isso em uma só linha.

Para tanto, devemos levar isto em consideração:

  • Se o título é muito impreciso, não chama a atenção. Não desperta vontade de clicar;
  • Se o título é muito específico, não gera a necessidade de clicar. Tudo isto está dito e servido na mesa.

Dado interessante… não?

 

MR BURNS EXCELLENT 1

 

Um caso que demonstra a diferença entre um bom título e um que gera 16 milhões de visitas, é o seguinte:

  • Título Original: “CBS WKBT News Anchor’s On-Air response To viewer calling her fat”

(Apresentadora de CBS WKBT responde no ar a um vidente que a chamou de gorda)

  • Título Corrigido: “Bully Calls News Anchor Fat, News Anchor Destroys Him On Live TV”

(Um intimidador chama uma apresentadora de notícias de gorda, e a apresentadora o destrói ao vivo na TV)

headlines are very important 2

 

Então…

Por que o novo título faz a diferença?

Em primeiro lugar, o vídeo toca em um tema sensível que afeta a muitas pessoas em todo o mundo. Ou seja, é uma situação que gera empatia, porque é um “problema universal“.
Segundo Upworthy, para fazê-lo um produto midiático e viral, utilizaram as palavras justas que mobilizam as pessoas. Gorda, Bully, Apresentadora de TV, e… “destrói” o malvado, mas ainda não sabemos COMO. Essa é a peça que desperta em milésimos de segundos a curiosidade: “Hum… que haverá respondido para que digam que “o destrói”?, “Hum… o que haverá dito para deixa-lo mal?” “Hum… O que foi dito de tão forte?” … CLIQUE!!

Outra chave para a “viralização” e igualmente para o êxito, é nunca revelar tudo o que sabe ou conhece. As pessoas são naturalmente curiosas: sempre querem espiar para ver aquilo que não nos permitem, ou escutar o segredo que não compartilharam conosco, ou entender porque algo acontece, como acontece, ou… etc. Devemos ser inteligentes, e usar todos esses aspectos a nosso favor.

Como na maioria do tempo não temos a sorte do nosso lado, nem somos videntes para pressentir se algo será viral ou não, é necessário contraria-lo com um excelente título.
Sim, insistimos com o título, porque é o que fará a diferença entre determos em um post ou…
Adeus, sorte. Passo ao próximo.

chau chau

Para fazer um excelente, impactante e chamativo título, devemos escrever pelo menos 25 versões de uma mesma linha. É um trabalho gigante para os que não se especializam nisto, mas se tentarmos, pode ser a chave humana para o êxito viral, além dos astros e dos planetas alinhados.
Upworthy disse, Upworthy faz! (Upworthy é uma das plataformas de mais êxito na internet que produz conteúdo viral).

viral headlines

 

Então, além de despertar a curiosidade, de serem excelentes e atrativos, os títulos que mais atraem os usuários são aqueles que possuem números.
Por exemplo:

  •  Faça uma lista: “7 razões para…”, “10 dicas para…”;
  • Defina um ranking: “as 5 melhores…”, “os 8 erros…”.

Isto faz com que os seus posts pareçam práticos e fáceis de ler. É melhor usar o número do que a palavra: “sete razões para…“.
Sempre coloque o número no começo da oração: não é o mesmo “4 aplicativos que estão mudando a forma de trabalhar“, que “a forma de trabalhar está mudando graças a quatro aplicativos que otimizam as tarefas diárias“.

MANTÉM A MENSAGEM SIMPLES, FÁCIL DE ENTENDER E DESPERTA A CURIOSIDADE.

 

3- Falemos de amor

PUBLISHED by catsmob.com

 

Como bem dissemos anteriormente, um conteúdo viral deve invocar um problema universal, e para que seja descoberto, deve ser enquadrado e apresentado por um título que desperte a curiosidade e que seja excelente, marcável, impactante e que motive a pessoa a fazer um clique. Com este último, poderíamos conseguir cumprir só um objetivo: o clique. Mas há outro também fundamental e completa a definição de viralidade: “compartilhar“. Quantas vezes demos o famoso “clique” a algo que depois nos decepcionou ou dissemos: “isto era tudo?”, e fechamos a janela quase ofuscados. Isso não implica em nada mais nada menos que perder um pouco a confiança de nossos fãs. No que falamos a nossos seguidores. Desde uma foto até uma frase, um meme, uma piada, um vídeo, uma canção, um artigo, lhes presenteamos a surpresa que estão buscando, cativamos e surpreendemos!  
Para chegar ao ponto de compartilhar, a pessoa teve também que chegar ao ponto de haver visto TUDO e para ele, haver se sentido envolvido a cada segundo, cada linha, cada frase, cada imagem, meme do que escolheu ver. Este é o grande desafio de “compartilhar”: conseguir que as pessoas não fiquem entediadas nem decepcionadas muito rapidamente para que possam ver TUDO o que for possível, e que também sintam muita vontade de mostrar aos seus amigos que foi incrível o que descobriram.

Como se consegue isso?
Tocando rapidamente suas emoções. Despertando rapidamente a ansiedade, alegria, raiva, etc. Segundo um artigo de “The harvard Business Review“, as pessoas ficam entediadas rapidamente, portanto para manter as pessoas interessadas no conteúdo, é necessário gerar de forma imediata duas respostas: surpresa e alegria. Hoje, os usuários, como também dissemos antes, ficam entediados rapidamente, então podemos captar a atenção, mas é necessário mantê-la até o final, e para isso o conteúdo deve ser uma espécie de montanha russa emocional para as pessoas.

Em um mundo que é puro negócio, objetivos, stresse, etc., dar às pessoas esse descanso mental que tanto buscam, através de uma piada que traga uma gargalhada ou algo que lhes tire uma lágrima de emoção, fará com que as pessoas lembrem de você. Por isso é tão importante ativar rapidamente a quem está do outro lado para que deseje compartilha-lo.

 

Este foi um bom recreio mental de milhões de pessoas, que certamente o viram mais de uma vez em seu escritório durante 2013:

Uma investigação realizada por dois professores da Universidade da Pensilvânia, indicaram que aqueles posts que inspiram temor, ansiedade ou raiva são os mais compartilhados, ainda que o conteúdo positivo siga sendo mais viral do que aqueles negativos.
A chave para o “compartilhamento social” é o nível de excitação positiva/negativa do leitor-espectador. Quanto mais exaltada estiver a pessoa, seja por felicidade ou por raiva, mais sentirá a necessidade de compartilhar este conteúdo. Além destes dados, também indicaram que as pessoas compartilham conteúdo que entretenha, que possa ajudar aos outros, que gere reciprocidade, ou que melhore a própria reputação, quer dizer, que nos mostre mais inteligentes, profundos, sensíveis, etc.

Dois excelentes exemplos que souberam utilizar bem as emoções em suas diferentes faces foram:

  • Dollar Shave Club:

Em apenas 2 meses, conseguiram 4.6 milhões de visualizações no Youtube, 4;257 comentários e 43.285 curtidas. No Google, há 3.380 menções do vídeo.

  • Procter and Gamble rinde tributo às mães para as Olimpíadas de Londres de 2012, de uma excelente maneira:

Sua marca, um sentimento…

Para finalizar com este aspecto, lembre-se de atar sua marca com uma mensagem emocional, porque é disso além do seu produto, descontos, preços, etc, o que mais as pessoas lembrarão. Claramente, antes você deve pensar cuidadosamente como seu produto, serviço e marca poderia se relacionar com um tema que toque ou ative as emoções do seu público, e que também reflita de maneira positiva a posição e imagem de sua marca. Como também havíamos citado anteriormente, a Dove soube fazer isto de uma excelente maneira, não só com seu conteúdo, mas também com sua marca: A relação com uma mensagem altruísta, que se compromete com um tema sensível que afeta a milhões de pessoas.
 A Adidas também soube fazê-lo com “Impossible is nothing” e sua campanha que entrega esperanças a milhões de pessoas que pensam que não conseguirão alcançar os seus sonhos, e eles lhes mostram que SIM.

 

4- Conheça os seus seguidores e as mães dos seus seguidores

Para saber o que é que gera essa “química” entre seu conteúdo e seus seguidores, é necessário então conhecer o seu público: não é a mesma piada para um corretor da bolsa, que para um engenheiro que processa big data, ou para um jogador de golf. Não podemos falar do importante e maravilhoso que é ver um filho dar o seu primeiro passo, a uma estudante de 21 anos, que o mais provável é que nem tenha em mente a “f” de “formar” uma família, e só quer festas e tirar muitas fotos como a Miley Cyrus:

 

conoce a tu publico objetivo

 

Você pode tentar, além de conhecer dados demográficos de seus seguidores, idade, gênero, etc, investigar: O que os faz rir? O que os enoja? A quem admiram e quais personagens são os seus preferidos? O que assistem na televisão? O que fazem aos sábados a noite? Destas respostas, você poderá obter valiosa informação para encontrar conteúdo que realmente resulte interesse para o seu público e ativar suas emoções.

Não obstante, outro dado importantíssimo é saber que não só deve pensar em seus seguidores, mas também nas mães dos seus seguidores. Segundo um estudo realizado pela Burst Media, as mulheres de meia idade são as que mais compartilham e fazem crescer as marcas. Portanto, faça coisas que sejam do agrado delas também. :)

5- Sorte

Insistimos com a sorte, porque é a metade de todo o nosso trabalho, e não podemos fazer mais nada além de cruzar os dedos para que o universo conspire a nosso favor. Mas, é tão necessário um bom título quanto descobrir um problema universal com o qual gerar identificação com o público e ativar através das emoções essa exatidão que desperta a vontade de compartilhar o conteúdo com seus amigos.

moms biggest sharest

6- Tempo e lugar certo

Além de todas as variáveis anteriores, que se conjugam de maneira brilhante, podem com muita generosidade dos astros converter o conteúdo em um êxito viral, é necessário ajudar a sorte publicando o seu conteúdo no momento certo. Já realizamos, em um artigo anterior, uma revisão de quais são em geral, os melhores dias e horários para compartilhar, segundo cada rede social. Pode usa-lo como guia, mas como sempre dizemos, não há nada melhor que você mesmo possa conhecer a conduta do seu público, porque cada indústria ou segmento é particular. Tem que estar ou o seu público compartilha:

 

  • Facebook
  •  Reddit
  • Tumblr
  • Twitter

 

7- Um título excelente, marcante e envolvente

Insistimos… Não se esgote muito rápido.
Sim, siga praticando até conseguir escrever 25 linhas de uma mesma ideia.
Sim, é difícil, mas você deve fazê-lo se deseja ganhar dinheiro.

                                                                                   write a viral headline

 

8- Outra coisa importante, sorte.

Porque se você não sabia, a sorte é um aspecto fundamental. :)

viral content

9- Otimização

Isto implica em muitas coisas, mas pode começar por incluir os botões de suas redes sociais em todas as partes que possa para simplificar a vida dos seus seguidores, até encontrar a palavra certa para que seu título fique perfeito, ou buscar o meme mais divertido que acompanhe uma frase que você queira compartilhar. Sempre prova diferentes coisas, não renuncie porque a primeira tentativa deu errado. Em 98% das vezes, o conteúdo NÃO se torna viral, mas vale a pena fazê-lo, já que no caminho também recolhemos algumas vitórias.

Para estar mais perto de conseguir um tweet viral, além de tudo anteriormente citado, não deixe de usar hashtags, fazer perguntas a seus seguidores, utilizar frases que chamem a ação como “retweet isto! Compartilhe com seus amigos!”, você não perde nada pedindo que o façam.

Inclua um link, 70% dos re tweets os incluem.
link-occurance

Faça com que seu título seja curto, mas não tão curto. Entre 70 e 100 caracteres e a quantidade certa e que apresenta a maior quantidade de êxito entre os retweets.
largo del titulo

10- Não sei se te dissemos: sorte

Mesmo se não a possui, deve tentar. Sabemos que é necessário busca-la!

podrás hacerlo

Falando realmente sério, esperamos que além de sorte, você tenha a tenacidade para tentar uma e outra vez. Esta é a chave, nunca deixar-se desmotivar porque algo não funcionou. Prove, prove e siga provando que é o que faz com que os seus seguidores cliquem!

Se depois de ler o artigo, você ficou com muita vontade de encontrar inspiração, deixamos os 39 vídeos mais virais de 2013, para que você se entretenha durante um bom tempo.
39 most virals videos

O que o seu público compartilha? Conte-nos, nós também queremos saber mais ideias!

Comments

Social