Postcron é a Maneira Mais Fácil de Programar Postagens no Facebook, Twitter e Google+ Experimente Grátis

Como o marketing de conteúdo afeta o design de um site?

Por Autor Convidado |

Não é difícil ver como, com a generalização do storytelling (ou seja, o contar de histórias para transmitir confiança na marca e encorajar os usuários a experimentar seus produtos ou serviços), o marketing de conteúdo se tornou uma parte central do marketing digital.

Um estudo recente da HubSpot (em inglês) confirma que o marketing de conteúdo pode ajudá-lo a alcançar resultados impressionantes. As empresas com blogs têm 55% mais visitantes e 97% mais links de entrada do que as que não têm. Por isso, não é de se estranhar que muitos profissionais usem o marketing de conteúdo como principal estratégia para gerar tráfego e vendas.

De fato, eles não param de criar conteúdo!

Porém, o sucesso de uma campanha de marketing de conteúdo não depende apenas da qualidade do conteúdo, mas também da qualidade do design do seu site e das suas campanhas.

Por que o marketing de conteúdo define o design do seu site?

Para qualquer empresa é fundamental ter um site. Os maiores objetivos de todos os sites comerciais são os leads (possíveis clientes), o marketing e as vendas. Mas conseguir qualquer um desses três pontos é muito mais difícil se o design do seu site for uma droga, para não dizer outra coisa.

O motivo pelo qual os responsáveis pelo marketing de conteúdo querem se intrometer no design do seu site é óbvio: ninguém vai se interessar pelo conteúdo criado se o site tem um aspecto péssimo e a navegação não for intuitiva. Seria como pedir uma sobremesa de chef maravilhosa que viesse num prato sujo.

Provavelmente, o primeiro impacto do poder do marketing de conteúdo no design dos sites foi o aparecimento generalizado de seções de “blog/notícias/recursos”. 

Hoje em dia, é raro encontrar um site que não tenha uma seção voltada especialmente para a publicação de conteúdo, incluindo as empresas que só oferecem um produto, como é o caso da MySignature:

Exemplo do blog da MySignature

 

Portanto, não importa se você está pensando em abrir um site para vender serviços ou montar uma loja virtual, uma das suas necessidades será ter uma seção na qual publicar conteúdos interessantes.

Dito isto, vejamos mais exemplos de como o marketing de conteúdo afeta o design do site.

Dar prioridade à facilidade de leitura

Se você quer que os clientes em potencial permaneçam no site e leiam o conteúdo, ele tem que ser fácil de ler e com um visual agradável.

Escolher as fontes, o estilo e o espaçamento adequados ajudará, e muito, a conseguir. Outros pontos essenciais que favorecem a leitura e você pode observar em vários blogs conhecidos:

  • Um bom contraste de cores (na maioria dos casos, texto escuro sobre fundo branco);
  • Bastante espaço em branco;
  • Parágrafos com espaçamento certo;
  • Títulos e subtítulos claramente distintos, facilitando o acompanhamento do texto.

Exemplo do blog da revista Rock Content

 

A imagem acima é uma captura de tela da famosa revista virtual Rock Content. Você pode ver que o título é grande e separado do corpo do texto e que o resumo está em negrito. Além disso, as imagens, subtítulos e vinhetas ajudam os leitores na absorção do conteúdo dos artigos.

A CoScheduled descobriu que apenas de 10% a 20% dos visitantes leem a parte de baixo do seu site. Na internet as pessoas nem sempre leem linha por linha, em vez disso, dão uma olhada por cima buscando a informação que desejam. Por isso, ter cabeçalhos claros, parágrafos separados, espaço em torno dos elementos, subtítulos e imagens ajudam a encontrar as informações nos artigos com mais rapidez.

É por isso que frequentemente você vê pessoas que usam templates antigos do WordPress passando um bom tempo criando cabeçalhos personalizados e fazendo pequenas alterações no HTML e CSS.

Usar elementos visuais atrativos

Os elementos visuais nos cativam e, se usados corretamente, possibilitam entender melhor a mensagem que queremos transmitir.

Todo mundo sabe que incluir imagens nos conteúdos contribui para receber mais visitas. Por isso, as imagens, gráficos personalizados, infográficos e vídeos são partes essenciais do marketing de conteúdo e, assim, do design dos sites.

Exemplo da página inicial do WebsiteToolTester.com

 

Nesta imagem, você pode ver que na página inicial do WebsiteToolTester temos uma ilustração feita sob medida para chamar atenção imediatamente.

Os elementos visuais, além de atrair o interesse dos visitantes com rapidez, também possibilitam que as pessoas se lembrem do conteúdo que você está compartilhando, gerando mais leads.

Um vídeo no qual você apresenta o seu produto ou serviço pode aumentar drasticamente o tempo que as pessoas passam no seu site, e com botões de chamada à ação e gráficos bonitos você também pode fazer com que os usuários explorem outras partes do seu site. Isso resulta em taxas menores de saída e abandono e tempos maiores de permanência no site, o que também é benéfico para as suas métricas de SEO.

Então, se a primeira coisa que você vê em um site é um cabeçalho animado ou um vídeo explicativo, pode ter certeza que ele foi colocado ali com o objetivo claro de cumprir os requisitos do marketing de conteúdo.

Proporcionar uma experiência perfeita ao usuário

Uma boa experiência para o usuário, navegação inteligente e design interessante são muito importantes. Faltando um desses aspectos, você vai ter dificuldades em obter contatos e fechar vendas, já que:

 

  • As pessoas não passarão tempo suficiente no site, como para baixar os seus lead magnets;
  • Elas não se preocuparão em ler o conteúdo voltado para passar confiança na marca;
  • Elas não terão paciência de procurar preços, reservar uma demonstração nem navegar em outras páginas pensadas para ganhar dinheiro.

 

A fim de garantir que isso não aconteça, o marketing de conteúdo te obriga a gerenciar todo o espaço do seu site da forma mais eficiente possível, se esforçando para melhorar a experiência do usuário e a navegação pelo site.

A melhor maneira de constatar isso é no design das seções de blog que falamos anteriormente.

 

Exemplo da navegação do blog do Limble CMMS

 

Em um mundo no qual as pessoas acham as janelas pop-up chatas, os marqueteiros têm que buscar outras formas de conseguir contatos de possíveis clientes.

No exemplo anterior, você pôde ver que a barra lateral direita não está vazia, muito menos tem links genéricos de redes sociais nem listas de posts já publicados. Em vez disso, a barra lateral vai exibindo comentários de clientes que direcionam às suas páginas de casos de estudo, e também oferece a possibilidade de começar uma demonstração ao vivo com o seu produto.

Essa é uma opção de design interessante, que certamente não teria sido escolhida se o site não tivesse sido definido com um plano estratégico de conteúdo em mente.

O marketing de conteúdo não afeta só o design

Outras áreas do marketing virtual também são afetadas pelo marketing de conteúdo. Por exemplo, na hora de criar newsletters, muitos aspectos têm que ser considerados, como o assunto da mensagem, que o conteúdo pareça bom e que os botões de chamada à ação estejam visíveis.

Newsletter do Starbucks

 

Como você pode ver, a newsletter do Starbucks acima foi criada com o conteúdo de marketing na mira. Imagens foram inseridas com ilustrações para contextualizar o produto e o botão de chamada à ação está perfeitamente visível.

Considerações finais

Você provavelmente deve ter percebido que nem sequer falamos sobre os requisitos de otimização nos mecanismos de busca. A principal razão é que a otimização para SEO é bastante abordada na rede e costuma merecer um artigo completo e dedicado exclusivamente ao tema. Portanto, outra pessoa poderá falar sobre ele. 

Para concluir, você pode ver tudo isso como uma peça de teatro: o design do site é o cenário e o conteúdo de marketing, os atores. Quando bem sincronizados, nunca deixam o público indiferente.

 

______________

Sobre o autor:

 

Josep Garcia sempre foi apaixonado por ferramentas virtuais que facilitam a vida. Por esse motivo, se juntou à equipe do WebsiteToolTester, no qual você pode encontrar análises e tutoriais sobre os melhores criadores de site e plataformas de e-commerce do mundo.

Seguir no Twitter: @josepbonilla.

Comments

Social