Postcron é a Maneira Mais Fácil de Programar Postagens no Facebook, Twitter e Google+ Experimente Grátis

SEO para blogs: Guia básico para bloggers iniciantes

Por Josefina Casas | Escritor em Postcron.com

Aprender SEO para blogs, é muito mais simples do que parece. No post de hoje, compartilho com vocês o que é fundamental para que qualquer pessoa possa adentrar-se neste tema da forma mais simples possível. Vocês mesmos poderão comprovar que o mito, é somente um mito (SEO = “muito complicado”). Anime-se!

SEOFOR-BEGGINERS-

Minha história com o mito de SEO para blogs

Quando comecei com o blog da Postcron, para ser sincera, não tinha muitos conhecimentos sobre a “teoria” de como construi-lo, aperfeiçoa-lo e leva-lo mais além. Sabia apenas que gostava de escrever, transmitir conhecimentos e ajudar aqui no meu lugar, a outras pessoas com seus projetos e negócios.

Assim foi, no dia em que tive que dispor-me a investigar/estudar sobre SEO para bloggers, topei com muitas informações, palavras, estruturas, que em si não são complicadas, mas que estavam explicadas ou escritas de forma complicada, o qual me gerou esta sensação: :)

no-entiendo-seo-9gag

Essa (má) primeira impressão, considero que se deve aos muitos especialistas que escrevem sobre isso, dando a entender que o leitor já “sabe algo” do tema, ou que é expert em blogging, em HTML, ou que é um super geek com sabedoria para processar big data, o qual devo confessar, está longe da MINHA realidade e creio que a de muitos dos que estão lendo estas linhas agora.

Depois de ter passado pela montanha gigante que SIM, consegui atravessar, assimilar e aprender (algo, sigo neste caminho), me propus a fazer um artigo introdutório à SEO para blogs, da forma mais simples e amigável possível, ideal para aqueles que, como eu em seu momento, sabem muito pouco ou quase nada sobre SEO. O que é, para que serve e como aplica-lo em um blog, é a chave deste blog.

 

O QUE SIGNIFICA SEO?

SEO significa: Search Engine Optimization (simplificando, seria: otimização para o motor de busca).

Devo confessar que, anos atrás, a primeira vez que me nomearam essa palavra, não sabia se estavam falando do founder (CEO) de uma empresa ou o que… Sim. Eu tinha pouca ideia sobre SEO para blogs.

 

 

COMO FUNCIONA?

portada-seo-para-blogs

Para que o Google ou outros motores de busca possam devolver ao usuário resultados que realmente sejam úteis e relevantes para ele, estes utilizam “spiders” ou “aranhas” que saem a investigar e analisar cada uma das páginas dos sites para eleger aquelas que sejam de alta qualidade e se ajustem à busca que se está realizando neste momento. O algoritmo do motor de busca pesa a relevância e popularidade do conteúdo (entre outras dezenas de fatores) e de acordo isso, o posiciona no ranking e devolve os resultados da busca em forma de lista, sendo o primeiro o mais popular, apropriado, em síntese: o melhor. O usuário confia na integridade do motor e entende que terá mais sorte ao clicar no primeiro link do que no décimo da lista, o qual para quem está do outro lado do muro (GOT, hehe), é o grande temor e desafio a superar.

Em síntese, saber sobre SEO nos permite otimizar nossos artigos, e assim obter mais chances de estar no posto 1 e não no 26.

 

PARA QUE E POR QUE SABER SOBRE SEO PARA BLOGS

Para que aprender? Para poder estar na primeira posição na lista de resultados do motor de busca.

 

1-ranking-300x225

Por que é tão importante estar em primeiro lugar? Porque significa duas coisas importantíssimas:

 

1-      Que você é muito bom escrevendo e que as pessoas realmente consideram seu conteúdo valioso, o qual te dá muita autoridade, popularidade e entre outras coisas, te faz sentir que todo o esforço e empenho que dedica ao que realiza: vale a pena.

Deixando de lado o sentimental…  passemos ao segundo ponto:

 

2-      Você pode fazer (muito) mais dinheiro. É difícil, mas é real. Se está em primeiro lugar ou perto, tem mais chances de receber cliques em seu link, o que significa mais tráfego, maior quantidade de clientes em potencial, vendas, assinantes, publicidade, sponsors, etc, etc, etc, etc, etc.

 

ESTRUTURAÇÃO DO SEO: ON – OFF

 

  • OTIMIZAÇÃO ON-PAGE:

É tudo o que você pode fazer em sua página ou artigo para otimiza-lo e permitir que as spiders o encontrem, analisem, e que o motor de busca o posicione em uma boa posição no ranking de resultados relacionados ao tema ou keyword de seu post.

 

  • OTIMIZAÇÃO OFF-PAGE:

São todos aqueles fatores externos que influenciam no posicionamento de seu artigo: popularidade nas redes sociais (menções e o quão compartilhado é), se outros sites “linkam” seus artigos, comentários, entre outras (muitas) coisas. O motor de busca pesa toda esta informação para medir a relevância e qualidade do conteúdo e decidir se vale a pena mostra-lo ou não.

 

O QUE E COMO OTIMIZAR SEU BLOG “ON”

 

KEYWORDS:

Estas são a base da otimização ON page de seu artigo. Por isso é tão importante que as utilize de forma inteligente para que as spiders te encontrem e possam mostrar-te. Do contrário, pode ter um excelente conteúdo, ser um escritor magnífico, mas se não te descobrem, tudo isso se torna obsoleto.

Sobre o uso das keywords no texto, MOZ é uma das empresas com mais autoridade no tema e em seu guia de principiantes, sugere as reguintes “regrinhas” sobre onde e quantas vezes incorpora-las em seu artigo. Depois deste “checklist”, desenvolvemos mais detalhadamente cada um de seus pontos:

 

  • Pelo menos uma vez em seu título principal (H1);
  • Pelo menos em um dos headings ou subtítulos;
  • Pelo menos 3 vezes no corpo do artigo;
  • Pelo menos uma vez esteja marcada em “negrito” e em “itálico”;
  • Pelo menos uma vez no “Alt” de uma imagem (abaixo, mostrarei como fazê-lo e por que);
  • Uma vez na URL;
  • Pelo menos uma vez na Meta descrição.

 

E mais detalhes, ONDE…

  • URL:

É importante que sua URL não seja muito larga, já que pode ver-se como um spam para as spiders, portanto é melhor que seja bem curta, e que inclua as palavras-chave. Pode edita-la, caso seu título original seja largo. Veja meu exemplo:

 

URL-OPTIMIZADO

 

  • TÍTULO

É o primeiro lugar que o algoritmo analisa e presta atenção, por isso deve utilizar este espaço para colocar sua palavra-chave. Recomenda-se que não passe dos 70 caracteres (incluindo espaços) em um título, já que esta é a quantidade que o buscador mostra nos resultados. Isto também tem a ver com Twitter, já que devemos deixar espaço suficiente para que possam compartilhar o link, sem encurta-lo. Na web, há muito material para aprender a escrever títulos otimizados.

 

  • SUBTÍTULOS

O segundo lugar para o qual as aranhas se dirigem para analisar, são os subtítulos, ou headings, ou H2, 3, 4, (etc), ou como vocês preferirem. Nós recomendamos usar H2 para estes casos, já que são os que possuem mais valor. Portanto, recomenda-se colocar em algum deles a palavra-chave. Não é necessário fazê-lo em cada um deles, porque ficará pouco natural.

 

  • CORPO

Se sugere incorporar 3 vezes as palavras-chave. Pode ser um pouco mais, sempre e desde que não fique artificial e o comprimento do texto permita. Uma grande densidade de palavras-chave em um texto, pode ser um fator negativo para o Google, que poderá considerar o artigo de baixa qualidade. De qualquer forma, mais do que as keywords, o mais importante do SEO para blogs, é o seu blog. O conteúdo, o que escreve é sua melhor estratégia. Se é qualidade, original, com boas imagens, vídeos e links que sirvam como fonte de verdadeira informação complementaria para seus leitores, então o resto das ações que realize ao redor dele realmente funcionarão como otimizadores.

 

  • META DESCRIÇÃO

A tag meta descrição não é um fator de ranking para o algoritmo, mas é o texto que o motor usa para mostrar nos resultados de busca e isso deve ser atrativo. Desde o painel de administração de seu blog, pode modifica-lo para incorporar ali também suas keywords.

 

metadescrição-seo

 

  • ALT TEXT EM IMAGENS

As imagens também são um elemento que você pode otimizar. Dê a elas um nome que tenha a ver com a keyword ou com o tópico, para que sejam mostradas nos resultados de busca de imagens, convertendo-se em outra fonte para levar tráfego a seu blog. Em vez de usar “aksdbaksjdba254684.jpg”, inclua então uma boa descrição curta e que faça referência a seu tópico, não o tópico em si (não?). Não vale por: “basesyfundamentosdeseoparabloggers.jpg”.

 

  • Além de por um nome descritivo ao arquivo de imagem, o “Alt-text” ou texto alternativo, é o texto que os browsers (Chrome, Firefox, etc) mostram ao usuário se por alguma razão não possam ver a imagem. Este texto alternativo é importante para os buscadores porque é uma “alternativa” para a imagem. Veja como pode defini-lo no WordPress:

alt-text-imagen-seo-2
Resumindo, é preciso facilitar a tarefa das aranhas para que entendam sobre o que está escrevendo e assim possam analisar e mostrar este artigo nos resultados da busca correspondente a este tópico.

Há várias ferramentas que pode-se utilizar para confirmar se a palavra-chave que você elegeu é a que as pessoas usam para encontrar o conteúdo que você está escrevendo.

 

  • Sugestão do Google, por exemplo. Ali será mostrado qual é a frase mais utilizada no momento de buscar informação relativa a seu tópico. Por exemplo:

 

sugestões-google

  • Organizados de palavras-chave do Google: para quem nunca usou esta ferramenta, deixo um tutorial da equipe do Google para que possam aprender desde o mais básico a como usa-lo (Está em inglês, mas pode colocar subtítulos para compreende-lo melhor).

 

 

Bem, isto é o básico e fundamental que você deve ter em conta em relação a “On page optimization”.

 

“OFF”

Quanto a Off page optimization, lembra que são todos aqueles fatores externos que afetam o posicionamento do seu artigo.

 

  • Backlinks: São todas as páginas que citam o nosso artigo utilizando um link; São os links externos que redirecionam o usuário ao nosso artigo. Quando alguém gera um link de fora (a partir de outro site/blog), direcionando para o nosso artigo, está gerando um backlink e isso nos beneficia, já que talvez mais pessoas citem nosso artigo em seus blogs ou sites, e as aranhas considerarão que é relevante e por isso seu artigo terá mais peso na hora de posicionar-se no ranking. Você encontrará na internet muitos pacotes que oferecem “backlinks” para comprar, mas por favor, trate de não fazê-lo. Uma excelente opção e estratégia para gerar backlinks de maneira natural, é que outros colegas possam compartilhar seus links em seus artigos, e depois você compartilha o site ou um post deles. Desta forma, você não só irá gerar comunidade entre os seus, mas também formará uma “cadeia de favores” que beneficiará muito às duas partes.

backlink-seo
 

Outra opção para otimizar o site em off, é através de “guest blogging”. Pode participar de outros blogs e desta maneira, sempre que for adequado, incorporar uma menção de seu site (através de um link) ou de um artigo seu, se este fornece informação no post que está escrevendo como guest. Desta forma, você mesmo estará gerando backlinks. Este é um exemplo de como nós fazemos:

 

guestblogging

 

  • Compartilhe seus artigos nas redes sociais. Não só gerará mais tráfego para o seu blog, e sim porque as aranhas também buscam aqueles posts que foram compartilhados muitas vezes, comentados e mencionados nas redes sociais. Estes são fatores de peso na hora de influenciar no posicionamento no buscador.

 

Outros aspectos para levar em conta:

 

1-      Eleja uma plataforma fácil de usar e de aplicar estratégias de SEO. Eu recomendo WordPress, porque sinceramente, é a mais fácil e prática, além de ter muuuuuito mais plug-ins, widgets e apps compatíveis com WP do que com outras plataformas, o qual é ideal para quem está ingressando no mundo de SEO para bloggers. Nós usamos o plugin para SEO chamado “WordPress SEO by Yoast”. Aqui te mostro como pode, através do WP, verificar que seu SEO esteja correto. Na página do Admin, debaixo do seu artigo, olhe o seguinte:

 

CHECK-SEO-WP

 

2-      Seja dono de seu próprio domínio: isso dá confiança para as pessoas, além de promover sua própria marca, não a de uma plataforma. É melhor blog.postcron.com, em vez de postcron.wordpress.com, por exemplo.

 

Espero que este post seja muito útil para você, e caso eu tenha deixado passar algo neste guia básico,  por favor, deixe um comentário para que possa agrega-lo!

Comments

Social