Postcron é a Maneira Mais Fácil de Programar Postagens no Facebook, Twitter e Google+ Experimente Grátis

Como aplicar a UX – Experiência do Usuário – nas suas campanhas de Email Marketing e fazer a diferença no seu mercado?

Por María Eugenia Guidara | Escritor em Postcron.com

ux

Poderíamos dizer que o momento em que um cliente ou lead está pensando se abrir ou não um email da sua marca pode ser comparado com a hora do SIM ou NÃO do famoso momento do casamento.

Se a proposta que a sua marca criou para esse email não é capaz de convencer, não inspira ou não estimula uma ação imediata, a resposta será NÃO e o cliente pode não só não abrir este email, como também pedir para sair da lista (ok, estamos exagerando um pouco, mas é só pra dar uma idéia da importância dessa escolha).

Agora, se você fizer tudo direitinho e integrar uma boa experiência do usuário (UX) a sua campanha de mailing, levar em consideração as preferências do seu público em relação à sua marca ou produtos e conseguir emocioná-lo, a resposta será um contundente SIM.

No post de hoje, queremos lhe mostrar quais são os princípios da Experiência do Usuário (UX)que você tem que aplicar na hora de criar campanhas de email marketing originais e eficientes.

Além disso, compilamos 5 estratégias que podem servir de exemplo na hora de começar a criar suas campanhas de email marketing.

A Importância do Email Marketing

Aliás, você já criou campanhas de email marketing? Pois bem, digamos que não, neste caso, queremos lhe avisar de que você está perdendo um dos melhores canais de comunicação com seus clientes e potenciais clientes. E tem mais (tão importante quanto):  você está perdendo a chance de melhorar suas conversões!

“As taxas de conversão dos emails são três vezes mais altas do que as das redes sociais, com um valor de 17% maior de conversão ” (Fonte: McKinsey&Company)

 

Para poder começar a criar campanhas de email marketing, você também pode dar uma olhada em nosso outro artigo sobre o tema:  “Email marketing: a eficácia não existe sem estratégiaEmail Marketing e Redes Sociais: Unidos, jamais serão vencidos!”

 

 

E caso você já tenha trabalhado com campanhas de email marketing, sabe muito bem que não é uma tarefa exatamente fácil. E não estamos falando da execução em si, e sim da criação de peças de email atrativas e que gerem a maior quantidade possível de conversões.

Aqui, é importante considerar os princípios da experiência do usuário (UX) que podem ser aplicados às suas campanhas no sentido de melhorar o nível de empatia dos clientes e, consequentemente, aumentar o ROI.

Mas, antes de qualquer coisa:

O que é exatamente experiência do usuário ou UX como disciplina?

A experiência do usuário (UX) tem a ver com todos os elementos ou fatores que entram em cena quando um usuário interage com um entorno ou dispositivo específico. Como produto da interação, o usuário apresenta uma reação positiva ou negativa em relação ao produto, serviço, dispositivo ou marca.

Por exemplo: uma pessoa passa por uma vitrine muito bem organizada e para um momento para olhar um produto. Decide entrar na loja, se sente confortável, gosta do lugar, das coisas, mas… o vendedor lhe atende com mau-humor e não age de acordo com as expectativas. O que acontece, então? ADeus, experiência do usuário, que se quebra neste momento.

Naturalmente, pode haver erros em qualquer outra etapa, das descritas acima. O lugar poderia ter um cheiro estranho, sujeira, estar mal organizado, não aceitar pagamento com cartões, etc etc etc.

Escolhemos este exemplo porque é importante que fique claro que a experiência do usuário não tem a ver somente com as coisas tangíveis, mas também com aspectos emocionais, com os sentimentos, com a confiança no produto, a construção e transmissão da imagem de marca e etc.

A ideia desta postagem não é se aprofundar na experiência do usuário como disciplina. O que queremos é que o conceito geral possa ser aplicado diretamente às suas campanhas de email marketing. Como fazer isso? Por meio dos princípios (aqueles, definidos por Peter Morville no “honeycomb”).

Os princípios da Experiência do Usuário (UX)

os princípios da experiência do usuário (UX) são:

  1. Valor;
  2. Utilidade;
  3. Usabilidade;
  4. Desejo;
  5. Acessibilidade;
  6. Credibilidade;
  7. Localização.

UX

Como conseguir que todos esses elementos estejam todos presentes em uma campanha de email marketing? Siga nosso post e saiba todas as respostas.

PARA INTEGRAR OS PRINCÍPIOS DA UX NO EMAIL MARKETING, VOCÊ PRECISA MODIFICAR SUA MENTALIDADE

Esse título não é uma invenção nossa. Ou seja, isso de “modificar sua mentalidade” não fomos nós que dissemos. Isso quem disse foram os especialistas. Integrar os princípios da UX nas campanhas de email marketing significa pensar em um objetivo acima dos demais.

Quais são as metas comuns de um negócio ou marca, quando chega o momento de planejar uma campanha de email marketing? Aumentar as conversões, gerar mais tráfego, ganhar a confiança, fidelizar a relação com os clientes, etc.

Para incorporar os princípios de UX ao email marketing, você precisa, antes pensar de forma diferente, você precisa ajudar as pessoas. Ou seja, criar emails úteis e com valor agregado. Você precisa conseguir fazer que seu cliente fique feliz na hora em que está lendo o que você mandou. Diretamente, que não se arrependa de ter clicado na mensagem. Com isso, a experiência do usuário nesse entorno (email) será positiva.

Uma vez que já deixamos claro do que se trata, chegou a hora de conhecer as 5 estratégias relacionadas com a experiência dos usuários  que você pode aplicar na criação de suas campanhas.

5 ESTRATÉGIAS DE UX (EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO) QUE VÃO REVOLUCIONAR SUAS CAMPANHAS DE EMAIL MARKETING PARA SEMPRE

1. A primeira impressão precisa ser excelente. Comece agregando valor no título do email

O assunto que você vai usar no seu email é o primeiro elemento surpresa da experiência do usuário. É nesse momento que o seu cliente vai considerar se vale a pena ou não abrir a mensagem.

Por isso, nestas poucas palavras, o valor do seu email deve estar sintetizado de forma perfeita: foque em um problema, o mais comum de todos. Evite falar de problemas específicos, caso se trate de uma promoção, mostre exatamente o que o seu cliente vai ganhar se clicar no email.

“No assunto, tem que ficar claro que seu email é valioso e útil”

Alguns exemplos:

UX

“Nova Oficina GRÁTIS de Copywriting”

ux

“Como se destacar e diferenciar dos concorrentes”

O segundo exemplo expressa um problema que quase todos nós temos: Como se destacar em meio aos concorrentes? Já o primeiro, mostra exatamente o que o usuário pode ganhar se clicar: Oficina GRÁTIS de Copywriting. Aliás, sempre que algo for gratuito, isso deve estar claro.

Se você não puder chamar a atenção dos seus destinatários com o título do email, todos os outros esforços vão se desvanecer no ar, se quiser entender de uma forma poética.

DICAS:

  • Que o assunto claro e breve. Os usuários escaneiam suas caixas de entrada rapidamente e só escolhem as mensagens realmente úteis.
  • Não usar maiúsculas no assunto inteiro. Este tipo de email acaba caindo sempre na caixa de SPAM. Só use maiúsculas ou minúsculas para destacar algumas palavras, e com muito, muito cuidado. Termos como GRÁTIS valem a pena :).
  • Faça uma pergunta. Dessa forma, tem início uma sorte de comunicação com seu cliente ou lead. A pergunta precisa ser algo que os destinatários estejam fazendo a si mesmos ou com frequência (em canais sociais e outras plataformas), que resuma algum problema em comum.
  • Não exagerar no uso de termos promocionais como “comprar”, “pedir”, “melhores preços”, “oferta” e etc. São palavras spam que praticamente não devem ser usadas.
  • Caso se trate de um público jovem, recomenda-se usar emojis.

2. No quesito Credibilidade, a segmentação é a solução para personalizar sua mensagem

A chave é criar campanhas especificamente dirigidas a um grupo em particular de pessoas que tenham mais probabilidades de se identificar com o conteúdo do seu email. De acordo com as estatísticas, os emails mandados a de 50-100 pessoas têm taxas de abertura e compromisso mais altas.

Se o público objetivo se identificar com o conteúdo, a experiência do usuário tem mais chances de obter sucesso. Veja este exemplo:

UX

Está dito de forma clara e direta: “Você se identifica com estas perguntas?”. Algumas delas, em bom português:

Faz tempo que você tem uma ideia, mas acaba não colocando o projeto em marcha?

Você gostaria de não ter medo de decisões? Ou decide, acaba ficando inseguro e começa a se auto-sabotar?

Você passa semanas “se preparando” (paralisia por análise) e, depois, não faz mais nada?”

A mensagem está dirigida às pessoas que ainda não decidiram se fazem o que têm pensado em desenvolver. Não especifica se trata-se de um negócio, deixa este ponto em aberto para captar a maior quantidade possível de pessoas.

Sem dúvidas, as campanhas de email marketing segmentadas permitem que duas coisas sejam feitas ao mesmo tempo: criar uma relação mais pessoal com seus leitores e reforçar a credibilidade ao demonstrar que você conhece os seus clientes.

3. Seja consistente em todas as plataformas para que possam lhe encontrar com facilidade e também para evitar confusões

Isso pode ser resumido da seguinte forma: seus emails não podem ser diferentes da sua página web, das suas landing pages ou da sua estética das suas redes sociais, e a lista segue.  Seus emails são parte de uma visão global da sua marca.

Pois bem, a experiência do usuário é uma proposta global. Os emails não são exceção. Seus destinatários têm que reconhecer a sua marca com facilidade. É importante não dar margem para confusão e o público acabar indo cair em outro lugar.

Inclusive, você precisa dedicar atenção redobrada às peças gráficas usadas nas redes sociais que serão usadas nas suas campanhas de email marketing. Para saber mais sobre como integrar redes sociais com suas campanhas de email marketing, leia este artigo: “Email Marketing e Redes Sociais: Unidos, jamais serão vencidos!”

4. As imagens e o texto precisam complementar-se para poder comprovar a utilidade do email

As imagens não somente precisam ser de boa qualidade, como também coerentes com a mensagem em si. Quer dizer, têm que ser relevantes em relação à mensagem e objetivos do email para que a experiência do usuário possa ser melhorada à medida que segue lendo seu email.

Uma recomendação: para criar peças gráficas de forma fácil e rápida, você pode usar ArtStudio de Postcron, uma ferramenta online gratuita com todos os tamanhos e formatos para usar nos perfis de Social Media.

Busque sempre incluir imagens no texto. Não use somente palavras. Os conteúdos com imagens relevantes têm 94% a mais de visitas. O motivo é muito simples: são mais atraentes e facilitam a compreensão da mensagem.

Vejamos este exemplo, de uma loja de roupas:

UX

O assunto indica: “Cores do outono”. Depois, usando imagens, mostra as três cores que são tendência no ano: verdes escuros, laranjas profundos, vermelhos intensos.

Este email também simplifica a vida das pessoas interessadas por moda: já sabem quais são as cores e já podem começar a imaginar quais são as peças que do seu guarda-roupas.

5. A faísca emocional: o componente-chave para despertar o desejo

Toda a disciplina do User ExperienCe (UX), ou Experiência do Usuário, tem uma meta principal: o design emocional. O conteúdo da sua campanha de email marketing também tem que seguir esta mesma direção.

Uma boa segmentação pode fornecer informações mais precisas sobre quais são as preferências dos seus leitores, o que os deixa frustrados, quais são suas preocupações e tocar exatamente neste nervo sensível do conteúdo. Veja este exemplo:

UX

O assunto da campanha diz: “O que você fez no último ano?”, fazendo uma referência ao período entre 2017/2018. No corpo do email, encontramos esta imagem, colocada mais ou menos na metade do caminho… falando exatamente sobre tudo o que você ainda pode fazer.

“Passam as horas, os dias, os meses… o tempo parece escapar, adiamos nossos sonhos, melhor começar amanhã”. Tente emocionar o destinatário, estimular algum tipo de ação, como um desconto que expira em 72 horas.

Muito bem! Até aqui, vimos as 5 estratégias relacionadas com a experiência do usuário que podem melhorar a eficiência das suas campanhas de email marketing. Mas, temos algo a mais para mostrar: um bonus track que vai ser muito útil, ainda que pareça bastante óbvio, tem a ver com USABILIDADE.

Não esqueça de adaptar o design do seu email para o formato mobile.

As estatísticas mostram que:

  1. 48% dos emails são abertos a partir de dispositivos móveis (Fonte: Litmus)
  2. 80% dos usuários eliminam os emails que não são responsive (responsivos), ou seja, que não se adaptam à tela do dispositivo no que se refere à visualização das mensagens.
  3. 56% dos emails são pensados para celulares e outros dispositivos, número que aumentou 155% desde 2013 (Fuente: Litmus).

Há muitas ferramentas que podem lhe ajudar a criar campanhas de email marketing mobile friendly. Chegamos ao final da postagem! Esperamos que nossos conteúdos tenham sido úteis e despertado seu interesse para saber mais sobre o assunto.

Cada vez está mais difícil conquistar os usuários do mundo digital. Por isso, é fundamental abraçar os princípios da experiência do usuário para aumentar a eficiência das campanhas de email marketing (e de todas as demais estratégias de marketing digital).

Comments

Social