Postcron é a Maneira Mais Fácil de Programar Postagens no Facebook, Twitter e Google+ Experimente Grátis

5 truques para escrever posts e tweets tão bons e clicáveis como os de Buzzfeed

Por Josefina Casas | Escritor em Postcron.com

Faça seus títulos mais sexys!

escrever posts e tweets

 

Na realidade, para que o título anterior seja “exatamente” como os de Buzzfeed, deveria ser mais ou menos assim: “5 trucos super simples para escrever títulos tão bons e clicáveis como os de Buzzfeed que farão sua cabeça voar, te farão descompor e mudar sua vida em 5 minutos por tantas curtidas, compartilhamentos e retweets que receberá. O #3 quase me fez chorar”… :)

Se este tipo de título parece estranho, imagine quão estranho seria se realmente funcionassem e nos acontecesse tudo isso que afirmam que nos acontecerá, se vermos o conteúdo. Por exemplo, o que mostra neste vídeo é incrível:

Gostem ou não, pareçam absurdos ou não, escrever posts e tweets usando este jogo de palavras funciona perfeitamente para obter cliques. Vale esclarecer que, não obstante a indiscutível magia destes títulos está claro que nem todos têm um portal como Buzzfeed ou Upworthy, que pelo tipo de conteúdo que compartilham e pela audiência a que se dirigem, podem escrever desta maneira. Nosso público e área talvez não permitam, por isso tratarei de tomar seus truques e trazê-los à nossa realidade, para que todos possam aplicar a fórmula. 

Por que é tão importante aprender, tirar proveito e copiar algo que pelo menos hoje é moda e funciona?

Porque do total do seu público, só 80% talvez leia por meio segundo o título que você escreveu (se é que se cruza alguma vez com o mesmo). Por sua vez, desses 80%, só 20% talvez se sinta interessado e clique nele. Além disso, as possibilidades de chamar a atenção são escassas se levamos em conta que: por dia, se enviam mais de 400 milhões de tweets e se publicam mais de 2 milhões de blogposts.

escrever posts e tweets

Não obstante o caminho para se sobressair nesta selva de conteúdo não é fácil, devemos aproveitar que as pessoas que surfam na internet têm, de maneira consciente ou não, a intenção de encontrar algo. Talvez alguns já saibam o que querem de antemão, talvez outros não, mas estão à espreita e nós devemos ser suficientemente inteligentes para seduzir e captar sua atenção, oferecendo justamente o que estão buscando encontrar.

Buscam esquecer suas preocupações, buscam a solução para um problema, buscam entender algo, buscam sentir-se identificados, buscam alivio, uma distração, inspiração, ideias…? 

 

A importância de escrever posts e tweets excelentes: o “tuning”

Nós devemos oferecer não só o que os internautas buscam, mas também da maneira em que eles querem encontra-lo. Devemos escrever posts e tweets usando as frases que eles habitualmente utilizam e com nosso jogo de palavras, conseguir que a pessoa que está do outro lado, ao ler o título, sinta que caso se anime para clicar nele, descobrirá o maior tesouro de ouro do mundo. Sim, parece exagerado, mas se não gerar essa “adrenalina”, essa sensação inconsciente de: “tenho que ler isso, mesmo que não vire a minha cabeça”, seu conteúdo passará despercebido. Como consequência desta “moda” de exagerar a promessa nos títulos, a qualidade do conteúdo também deverá superar as expectativas, do contrário você perderá a confiança de sua audiência.

escrever posts e tweets

 

Um exemplo da arte de “tuning” dos títulos para torna-los mais atrativos é um que já desenvolvemos em nosso artigo sobre “Como fazer um Tweet Viral”, e creio que cabe como um anel no dedo para esta ocasião.

Upworthy conseguiu fazer com que uma notícia que só havia conseguido ter 10 mil visitas, alcançasse 4 milhões de cliques com um título “B”. Vejamos:

A-     Título Original: “CBS WKBT News Anchor´s On- Air response To viewer calling her fat”

(Apresentadora da CBS  WKBT responde no ar a um vidente que a chamou de gorda)

B-      Título Curado: “Bully Calls News Anchor Fat, News Anchor Destroys Him On Live TV”

(Um intimidados chama de “GORDA” uma apresentadora de notícias, e a apresentadora o destrói com uma resposta na TV ao vivo)

 

Este é outro claro exemplo de Upworthy em sua arte genial de “tuning”:

WRITE GREAT HEADLINES 2

Agora você está mais interessado em alcançar esta mudança radial em seus títulos? Genial, então seguimos!

 

Os 5 tipos de títulos que você deve usar de agora em diante

1.       Normal: diz o que é e vá direto ao ponto
Ex: Formas para preparar chás deliciosos

2.       Pergunta: gera a dúvida para logo dar a resposta

Ex: Quais são as opções mais incríveis para preparar chás deliciosos?

3.     “How to”: dá uma solução, ensina algo útil.

Ex: Como preparar deliciosos chás de 3 maneiras super simples e rápidas.

4.     Números – Listas: que pareça uma solução prática, ou a melhor seleção a qual possa acessar.

Ex: As 15 melhores formas de preparar deliciosos chás que você não sabia que existiam.

5.   Conversa: Chama a atenção de sua audiência com um título que fale diretamente em uma conversa.

Ex: Formas que você precisa saber para preparar chás deliciosos e ficar excelente frente a convidados exigentes.

Destes 5 formatos que são os mais bem sucedidos, vejamos qual é a ordem de preferência da audiência: 

WRITE GREAT HEADLINES 3

 

Ao que parece, as pessoas amam os números e o BuzzFeed sabe muito bem disso! Se tem alguma dúvida, não deixe de visitar o site https://www.buzzfeed.com/?country=us e verão que, de cada 6 títulos, pelo menos 4 são com formato de “Número – Lista”.

Hoje na capa, os dois destaques levam números e ao que parece, a palavra “nunca” (never) deve funcionar muito bem, porque figuram nos principais títulos.

escrever posts e tweets

 

 

Truques simples para que os diferentes formatos funcionem com perfeição

  • As pessoas querem sentir que são parte de algo. O sentido de pertencer é muito forte porque unifica, porque identifica, porque confirma o que a pessoa sente de antemão, ou simplesmente dá alivio saber que existem pessoas que também pensam, vivem, se enojam, preocupam, comem, trabalham igual a outros, e isso sem dúvida ganha cliques! Busque os pontos em comum de sua comunidade, o que você sabe que pode usar sobre a mesma dor de cabeça, uma gargalhada, uma lembrança, uma preocupação, dúvida, busca de solução, e crie conteúdo com base nisso.

Por exemplo:

15 apps incríveis que só mamães super ocupadas não vão poder deixar de usar.

10 frases insólitas que só enfermeiros podem entender.

8 rotinas diárias para melhorar o rendimento, que só os que correm mais de 15km não podem deixar de tentar fazer.

7 objetos que só os amantes de vinhos dariam qualquer coisa para ter.

Agora você entende porque esses simples posts têm tanto êxito:

escrever posts e tweets

 

  • As pessoas gostam de aprender coisas, e se esse novo conhecimento pode ser aplicado de maneira simples, em menos de 5 minutos, e melhora rapidamente um aspecto da vida, então é candidato a ser um ganhador de cliques. Planeje este tipo de “sensação” em seus títulos.

Como fazer vasos super originais em menos de 5 minutos, com sapatos velhos.

Como curar conteúdo para a sua fan page com 5 ideias super inteligentes que te farão economizar 2 horas por dia.

 

  • As pessoas querem se sentir inteligentes, e que sabem truques, detalhes ou segredos que outros não conhecem. Portanto, ensine algo único a sua comunidade ou dê uma informação “confidencial” que acrescente um dado secreto, que os fará ficar mais interessantes e inteligentes que qualquer um de seus colegas e amigos. Para ele, nos títulos você pode incluir dados, feitos, porcentagens, etc.

Mais exemplos e ideias:

80% dos leitores só leem os títulos. 5 truques para atrair os 20% restantes para que veja todo o conteúdo.

– Como passar roupa em menos de 5 minutos (Quem dera alguém invente isso – :))

– 15 fórmulas matemáticas que ninguém conhece, exceto Sheldon.

2 de cada 4 pessoas consome “XXXX”. 8 maneiras de criar “XXXX” e arrasar com as vendas.

28% dos executivos conseguem se sobressair em XXXX. 8 exercícios para conseguir ser parte desse grupo exclusivo.

– Como abrir uma garrafa de vinho sem saca-rolhas e de forma que não se rompa na tentativa. Por certo, se lhes interessa, aqui tem o vídeo de como sacar uma rolha:

  • Você pode compartilhar conteúdo que requer certa seriedade e inclusive também pode usar um Call To Action, mas em qualquer um dos casos, o erro está em parecer com uma professora histérica de primário. Por isso, é importante ter uma voz de marca que se adapte à sua audiência. Já repassamos um detalhe sobre este tema em nosso artigo anterior, não deixe de revisa-lo.

Por exemplo:

– 4 formas incríveis para “XXXX” que não poderá evitar mostrar para seus amigos

– 7 exercícios incrivelmente fáceis para tonificar sua barriga que não poderá deixar de ver e praticar. 

Não faz falta dizer: “compartilhe”, “clique agora agora agora agora”, “veja este vídeo já já já já”. É melhor guiar a sua audiência de maneira indireta para que realize a ação que você precisa.

  • Gerar essa sensação de mistério no final de cada título. Se querem saber do que fala, precisam ver o conteúdo. Este é um simples exemplo:

WRITE GREAT HEADLINES 7

Outra ideia pode ser o título exagerado que inventei para este artigo: “5 truques super simples para escrever títulos tão bons e clicáveis como os de Buzzfeed que vão virar a sua cabeça, te farão descompor e mudar a sua vida em 5 minutos por tantas curtidas, compartilhamentos e retweets que receberá. O #3 quase me fez chorar”

 

Quais palavras usar para escrever um título irresistível?

As seguintes frases são as que figuram nos títulos mais bem sucedidos. Ainda que estejam em inglês, podemos ter uma ideia das sensações que pretendem gerar e podemos adapta-las ao nosso idioma facilmente.

WRITE GREAT HEADLINES 8

Mesmo assim, um incrível artigo, produto de uma análise de 100 blogs realizada por Iris Shoor, nos permite conhecer outra análise de quais palavras são as que estranhamente funcionam melhor. Parece que a morte, a sangue e NÃO, são as palavras que geram mais atração entre a audiência.

  • Os artigos mais compartilhados tinham as seguintes palavras: “Kill”, “Fear”, “Dark”, “Bleeding”, “War” (Matar, Medo, Escuro, Sangrento, Guerra). Creio que não convém traduzir estes títulos porque perderiam seu sentido original, mas ainda estando em outro idioma, desejo compartilhar com vocês estes exemplo para que possamos compreender o efeito do jogo de palavras.

Ex: “Google shuts down Google reader”? Ou “Google kills Google reader”?

Ex: “Oracle makes more moves to kill open source mySQL”

Ex: “Oracle makes more moves to kill open source mySQL”

Ex: “Big data is dead. What’s next?”

Ex: “Why we need to kill bigData”

  • Parece que as formas negativas de verbos e substantivos têm maior impacto e atraem mais cliques.

8 truques para economizar dinheiro que você não pode deixar de praticar

7 formas para descascar uma batata sem um descascador de batatas que você não poderá acreditar que existiam”

Exemplos reais, outra vez em inglês:

Ex: Apple Is Not The Most Valuable Company In The History”
Ex: “Linus Torvalds: I will not change Linux to “deep-throat Microsoft”

Para finalizar, tenha em conta estes conselhos super inteligentes que o co-fundador da UpWorthy dá a respeito dos títulos:

WRITE GREAT HEADLINES 11

WRITE GREAT HEADLINES 9

 

Então… Não se esqueça!

– Faça um conteúdo excelente e não tenha medo de escrever um título que “vire a cabeça”.

Pense nos pontos em comum que sua comunidade pode ter e escreva para uni-los sobre uma mesma resposta sua preocupação, solução.

Use títulos com formato de “Lista”, coloque os números no começo da oração e desperte a curiosidade.

Utilize palavras com conotação negativa. Parece funcionar melhor: “7 rotinas que você não pode seguir praticando…” que “7 rotinas que te farão se sentir melhor…”.

Escreva pensando nos amigos de sua audiência no Facebook e no Twitter (Search Marketing Optimization), não somente no SEO para o Google.

Comments

Social